Thursday, March 26, 2009

As Novas Crianças

"Algumas das Novas Crianças vêm directamente da matriz do Universo On – o antigo e já extinto
Universo Sombra -, plenas de conhecimento, compaixão e sabedoria e com algumas
capacidades extra-sensoriais. Profundamente argutas, não se deixam influenciar pelas
armadilhas do corpo emocional. Elas são práticas, mas podem ser muito incomodativas para
alguns seres humanos.

Quanto às que vêem do Universo Luz/Amor, elas possuem uma imensa capacidade de amar e de aceitação. Mas não se deixem iludir porque todas elas, seja qual for a
sua proveniência, são veículos da Verdade que vai ser implementada nesta planeta. Todas elas
serão, de alguma forma e em algum momento, incómodas para o vosso padrão, baseado no
egoísmo, na acomodação, na hipocrisia social, e em tudo o mais que tem de ser erradicado.

Por terem poucas memórias planetárias - a maioria delas não esteve encarnada após o «Éden» -
não são coniventes como o vosso passado. Mas não lhes ponha rótulos, nem as vejam como
salvadoras; são apenas detentoras de um novo padrão genético, que vêm ajudar a Humanidade
encarnada, por vibrarem em sintonia com a vibração do planeta. Portanto, todas elas são livres,
descondicionadas.

O desafio, agora, é saber o que vão vocês fazer. … É evidente que, neste momento, os futuros pais destas crianças - cuja responsabilidade é imensa - estão num processo aceleradíssimo de limpeza e transmutação, para que uma «bomba» não lhes caia em cima quando elas nascerem. Irritabilidade profunda e incapacidade de enfrentar a situação, são alguns dos sintomas que, decerto, os vão apoquentar. Uma reflexão profunda dos padrões de vida será necessariamente imposta, porque as Novas Crianças não suportarão certas vibrações.

Devido ao facto de possuírem uma capacidade enorme de transmutar energia, elas poderão ter
de vir a suportar a energia dos progenitores, se a relação deles não for suficientemente coesa.
Isto, desnecessário será dizer, será uma carga tremenda para elas. Não o permitam, por favor.
Cuidem dos vossos relacionamentos sendo verdadeiros e íntegros.

Só uma realidade poderá existir nesta questão sagrada dos casais: amarem-se, aceitarem-se e entregam-se um ao outro incondicionalmente. A não ser assim, melhor será que se separem, pois a vibração da Energia Matriz não se compadecerá com formas desvirtuadas de «entrega» ou de «amor», nem com o jogo da sedução de alguém estar com uma pessoa e desejar outra. Terá de haver verdade, integridade e respeito pela parceria, algo que, neste momento, não existe na maioria das relações humanas. …

Ao considerar a Humanidade, reparo como os seres humanos são grandiosos e imensos no seu infinito extradimensional, até ao ponto onde foram criados. Mas também noto como se mostram limitados, tão «pequenos» que a mínima troca de energia os aflige e desequilibra. Vocês, porque as vossas polaridades ainda estão divorciadas, passam a vida a misturarem-se uns com os outros, mais ou menos promiscuamente, sem perceberem como isso impede que se entreguem completamente. Enquanto tiverem vínculos de desejo com outras pessoas, a parceria jamais conseguirá estabelecer-se como uma unidade. Neste momento planetário é fundamental que as parcerias sejam capazes de ancorar a fortíssima energia da Fonte. Mas como o conseguirão, se perdem tanta energia através dos vínculos de desejo, quer seja através do pensamento, do coração ou do sexo? Pensem nisto.

Gostaria que todos reflectissem profundamente, desde o ponto mais íntimo do seu coração. … Respeitem-se, porque os olhos das novas crianças espelharão a vossa triste realidade. E, aí, o que vão vocês fazer? Meter a cabeça na areia como o avestruz? Sejam íntegros, por favor. Respeitem o arquétipo que vos deu origem, e que nós – Devas - continuamos a sustentar e a difundir. Aliás,
o que nós estamos a irradiar para o planeta não permitirá que a Humanidade se mantenha no
actual nível de pensamentos, emoções e comportamentos - essas grandes vias por onde se
escoa a força vital.

Liguem-se à energia da Terra, por favor. Restabeleçam-se e tornem-se completamente íntegros, até à mais ínfima célula. Nós estamos cá para, através do nosso som, vos ajudarmos a elevar até à vossa condição original. Por favor, permitam que nós vos sintonizemos com a nota que vos corresponde. … Muito obrigado."

in
www.velatropa.com/uc

0 Comments:

Post a Comment

<< Home