Friday, March 19, 2010

Acerca das sacerdotisas

do mesmo seminário:

" Já se falou bastante do poder da Deusa, do Feminino e do papel da mulher enquanto sacerdotisa. Cabe-me a mim explicar-vos o que isto, realmente, significa. Ouviram que, desde os tempos da Lemúria, nenhuma mulher voltou a ser ordenada sacerdotisa*. Todavia, tem havido bastantes que assim se consideraram. Mas não foram – e continuam a não ser - mais que fantoches na mão de manipuladores, falsos sacerdotes que precisavam da energia delas para alcançarem determinados objectivos. A criatividade humana é imensamente fértil nas formas que encontra para expressar o obscurantismo, a maldade e a vileza. Assim, em face destas tendências, foi necessário retirar um determinado poder ao Feminino, para que mais ninguém o aviltasse e se servisse dele negativamente.

Presentemente, e tal como sempre aconteceu, algumas mulheres detêm o potencial de virem a desempenhar tarefas parecidas com as que desempenharam na Lemúria e noutras civilizações. Mas não vale a pena auto-candidatarem-se, porque a escolha é feita desde o ponto de vista superior. Tal como já acontecia nesses tempos remotos, o processo de selecção das candidatas continua a ser bastante exigente. O facto de muitas mulheres guardarem o potencial de sustentarem uma determinada vibração, não faz delas sacerdotisas.


Porque é que, o Feminino foi tão acossado? Por que razão a ambição de poder do Masculino tudo fez para usurpar e controlar as sacerdotisas? Porque, através delas, a expressão do Espírito na matéria é total. Elas são a manifestação da autoridade da Deusa. Até aí vai o seu poder. Esse é o papel das sacerdotisas.

Qualquer tipo de manipulação ou perversidade, qualquer género de feitiçaria ou magia negra pode ser alterado pela vibração que elas, na sua pureza, são capazes de sustentar e irradiar. Noutros tempos, a elevação vibracional do planeta ocorria através da energia que as sacerdotisas sustentavam. Regra geral, elas viviam em lugares completamente preservados, para que nem a mais leve ponta de «escuridão» as pudesse tocar. Elas eram autênticos motores de Luz/Amor. Logo, quem, obstinadamente, visava degenerar elevação da humanidade, apenas tinha de perverter essas mulheres, de elevadíssima pureza e craveira vibracional.

Mais: o Masculino, ou seja, a maioria dos homens, adquiria um poder imenso, quando era sustentado por uma sacerdotisa. Tal como ainda hoje acontece, a sua capacidade criativa passava a ser praticamente ilimitada, por serem suportados pela energia da Deusa. Foi esta constatação que desencadeou uma corrida desenfreada, por parte dos Servidores da Sombra, para dominar as sacerdotisas. Daí que tenha sido superiormente decidido interromper a ordenação de quem já tinha adquirido a maturidade, o conhecimento e a pureza necessárias para sustentar a vibração da «Mãe». Quando a personalidade e o ego – seja de homens ou de mulheres - deixam de ter condições para a perversão e o embuste podem acontecer maravilhas.

Poderão perguntar quando voltaremos a ordenar sacerdotisas. Esse, porém, é um segredo, que só a Nós pertence; vocês terão a resposta quando claramente constatarem que uma determinada mulher ascendeu a essa condição. Aí, sim, cumprir-se-á outra parte do potencial do Feminino na Terra. Portanto, peço-vos:
abram os vossos corações à vibração do Feminino e permitam que o trabalho seja feito. Nós trabalhamos, desde sempre, em estreita colaboração com a vibração da Deusa. Em breve, ouvirão falar mais de nós.

… Muito obrigado.

* Ser uma verdadeira sacerdotisa – uma grande maga – implica a utilização do seu poder para lidar com a alquimia do coração; as outras, não passam de meras executoras de ordens obscuras, ou praticantes das formas degeneradas da Magia. … O poder feminino da Deusa nunca mais teve a expressão que alcançou na Lemúria, tanto assim que, desde esse tempo que não há ordenação de sacerdotisas na Terra."

by Esmeralda Rios

0 Comments:

Post a Comment

<< Home