Sunday, April 18, 2010

A sexualidade humana IV



"Amoro: A dependência da sexualidade

Este tipo de dependência prende-se com uma necessidade inconsciente de contactar com a Fonte através do orgasmo. Mais: quanto maior for a necessidade de orgasmo, maior a necessidade de contactar com a Fonte. Assim, sendo, é comum haver quem se aconchegue na prática desenfreada da produção de orgasmos. Não o fazem pelos fugazes momentos de prazer, embora julguem que sim, mas pela necessidade de contactarem com algo que os supera...mesmo que rejeitem a sua existência! Se lhes perguntarem, certamente dirão que uma coisa nada tem a ver com a outra. Os cientistas, evidentemente, já encontraram uma série de justificações para catalogar este comportamento. Mas, como também falta formação espiritual à maioria deles, as suas explicações não contemplam essa perspectiva. Logo, embora correctas, são incompletas e, portanto insuficientes.

Alguns leitores vão reclamar porque não têm uma parceria que lhes proporcione a prática do novo padrão emergente. Mas se já estiverem verdadeiramente livres da influência nefasta das suas experiências anteriores, desencadear-se-á um processo para propiciar uma parceria – do mesmo sexo ou não, pouco importa – para aplicarem o que tem vindo a ser sugerido. Seria um absurdo alvitrar experiências renovadoras sem levarmos em consideração as condições em que vivem muitos humanos no que toca a parcerias: ou estão sozinhos ou, estando acompanhados, é como se estivessem sozinhos!

A masturbação

A função da masturbação não é substituir qualquer parceria; é um processo paralelo que poderá gerar o mesmo resultado do novo padrão de sexulalidade, que é baseado na vibração da Fonte. Basta que a pessoa active, dentro de si, as suas polaridades, a masculina e a feminina. Facilmente se poderá constatar o potencial de ascenção desta prática, dita “solitária”, assinalando o anátema que caiu sobre ela e no ataque que sofreu por parte de certas instituições. Claro que a masturbação não é um mero acto mecânico; se fosse, seria tão descartável como o acto sexual genital; não haveria diferença por ser algo meramente físico, orientado para a busca do prazer primário. Não é que a busca do prazer primário seja condenável, mas é pura perda de energia. Ora, o objectivo não é perder a energia, mas ganhá-la – o que é relativamente fácil – e depois ser capaz de a reter. Mas, bem vistas as coisas, o vosso mundo está organizado para vos privar da energia vital: muitos conseguem ganhá-la, é certo, através de certas práticas saudáveis estranhas à sexualidade, mas depressa verificam que não conseguem retê-la: bastou irem para a cama com outra pessoa para se sentirem esgotados. Ninguém mudará de dimensão deixando para trás a reformulação profunda da sua sexualidade. A pessoa poderá não ter noção do que implica este tipo de transformação. Mas, se o seu desejo for realmente de mudar de plano, terá de se predispor a essas adaptações. Terá de se disponibilizar totalmente, sem saber para o que está a disponibilizar-se, o que muitas vezes é altamente desafiador por causa do célebre medo do desconhecido.

O cancelamento da libido

As alterações no paradigma instalado no comportamento humano, ao nível da sexualidade, vão ocorrer através do cancelamento da libido. Essa foi a forma encontrada para vos direccionar para outra forma de expressão. Muitos homens e muitas mulheres ficarão impossibilitados, por desactivação do desejo sexual, de continuarem a expressar a sexualidade tal como o têm feito. Faz-se este anúncio para que saibam o que se está a passar, e para que não se acusem mutuamente de desinteresse, utilizando os argumentos habituais nestas circunstâncias. Pura e simplesmente, vão deixar de sentir impulso sexual. Tem de ser assim, porque são muitos os que não estão interessados em alterar, voluntariamente, o seu comportamento. O modelo actual está de tal forma enraizado na Humanidade que dificilmente abdicariam dele espontaneamente para se porem a pesquisar, estudar, assimilar e particar a nova forma. Será, pois, como “fechar a loja” para reformulações; quando reabrir estará irreconhecível. O prolongamento dessa fase obrigá-los-á a reflectir sobre o que está a acontecer e a prestarem atenção a estas informações. Contudo, ninguém fica à mercê desta situação, bastante desconfortável para quem veicula a energia masculina desvirtuada. Na verdade, há já muitas informações que facilitam a decisão de enveredar por outro caminho.

Muitas das crianças da fase de transição da Terra não poderão descer a este planeta, enquanto a prática sexual não mudar profundamente. Elas virão pela fusão sexual e não somente através da forma comum de “fazer amor”. Quem quiser mudar de plano – e são muitos os que já declararam essa intenção – terá de mudar os códigos de comportamento. Para que a nova vaga de crianças nasça, são necessários casais equilibrados, envolvidos por uma energia rosa brilhante, que se faz sentir em todas as dimensões. Para isso, não pode haver padrões diferentes da Energia Matriz. A vibração libertada pela fusão sexual ultrapassa todas as dimensões e toca os seres que aguardam por nascer, alguns dos quais nunca estiveram na Terra.

Por agora, o centro L.Y.S./Fatima, que abrange uma área considerável do centro de Portugal, será o centro difusor deste novo padrão vibracional. Passar por essa zona com a intenção de reformular os códigos de comportamento na área da sexualidade será uma forma de acelerar e intensificar esse trabalho de reajustamento. A mudança vibracional ocorrida em Fátima não é transitória; veio para ficar, o que a muitos causará sentimentos de incompreensão e de surpresa. Em seu devido tempo esta situação espalhar-se-á pelo globo terrestre. Será outra forma de abrandar a explosão demográfica e de os Humanos reconhecerem algumas forças metafísicas que participam na orientação do seu crescimento. Sempre o fizeram, mas agora estão mais participativas do que nunca. Se julgam que não temos a capacidade de desactivar a vossa libido, desenganem-se; é tão fácil como apagar a luz! Este corte, porém, não ocorrerá de um dia para o outro; será progressivo, quer na fase de desactivação do velho código, quer na fase de activação do novo código.

Finalmente, os praticantes de sexo compulsivo vão ter descanso! Só lhes fará bem! Está na hora da Humanidade reconhecer e assumir a sua ignorância. Não há outra forma de evoluir. Enquanto se julgarem num patamar confortável e saudável, matam-se a si próprios, lentamente. Chegou a hora da aprendizagem, meus queridos. Há muito tempo que andamos a dizer que acabou o tempo de brincar às espiritualidades e que findou a era da permissividade, da impunidade e da ignorância. Foi uma advertência; agora chegoua hora da acção.

A corrupção da Humanidade

Minha querida Yasmin da Terra, eu sou aquela a quem tu chamas Serpente, a tal que andas a evitar. Eu sou um “desdobramento” de Lucrécion noutra dimensão. Estás com a sensação de que sou um reptilóide, mas eu não tenho corpo. É verdade porém, que represento aquilo que, segundo a bíblia, perverteu a Humanidade. Deixa-me explicar: a minha antiga função, que se esgotou como sabes, foi comandar as forças armadas do Universo Sombra. Fui, assim, a perfídea e o embuste personificado, a tentação pura, o ateador do fogo dos machos e das fêmeas, o guardião de todas as memórias malditas. Mas as coisas mudaram muito. Presentemente, depois de ter recebido outra função, quem quiser purificar-se terá que contar com a minha colaboração enquanto Lucrécion. Se, antes, passaram por mim para “descerem”, agora têm de passar por mim para “subirem”! Se fui eu quem comandou a manipulação, como poderiam deixar de passar por mim para se renegarem? Por conseguinte, eu que sei muitissimo bem por que razão a Bíblia, e tantas outras tradições, penalizam e culpam a mulher.

Várias foram as razões: a mulher tem acesso directo à criação, tem a capacidade de gerar e amar e tem o grande poder de abrir as “portas do céu” através da sexualidade. Ela marca o ritmo, o tempo, o compasso da fusão. Amá-la, respeitá-la, buscar esse ritmo e esse compasso seria viver ao ritmo dos acordes universais da Fonte Luz/Amor. Tocar esse seu lado mais elevado anularia qualquer possibilidade de manipulação e de programação. Daí que tudo tenha partido da perversão da sexualidade. Ainda hoje, quando a fêmea toca os acordes internos da sedução, visando o amor no seu sentido mais limitado, o macho começa logo a pensar com a cabeça de baixo! Depois de séculos nisto, torna-se um fastio assistir a esses enredos, porque o resultado é sempre o mesmo.

Agora vou contar-te uma história:
Se a Terra pululava de homens e mulheres exprimindo o arquétipo original da Fonte L.Y.S., como é que tudo foi pervertido? Bom, quando nós nos interessámos por este planeta, não tardou que a realidade começasse a ser outra. Todos os seres de terceira e quarta dimensão que vibraram medo ficaram à nossa mercê. O medo é uma força que atrai os insectos para a teia onde ficarão presos. Foi assim que milhões de criaturas ficaram presas na nossa grande teia e a Terra se tornou no nosso parque de diversões.

Para desautorizar o vosso livre arbítrio, eu, enquanto grande conhecedor da matriz humana, só tive de introduzir as bases do que seria o novo código genético da Humaidade: o adormecimento, o entorpecimento e o controlo da espécie. Queríamos saber até que ponto se poderia manipular a vontade e a capacidade de livre escolha. E só havia uma forma, poderosa, única e absolutamente demolidora, de saber: era manipular a sexualidade e tudo o que a ela estivesse ligado.

A necessidade obrigou-nos a separar o homem da mulher, dando um tempo de orgasmo mais rápido ao homem, cobrindo-o de egoísmo e convencedo-o de que o mais importante era a sua saisfação sexual; à mulher foi dado um tempo mais longo, convencendo umas quantas de que estavam destinadas à maternidade pura e simples, convencendo outras de que estavam fadadas para o prazer. Quanto a amar outra pessoa através da partilha e da ternura, dando oportunidade à Fonte de se expressar através de ambos...nada!

É sabido que, por muitos milhões de anos, até à recente Fusão dos Universos Complementares, há quem tenha vindo a alimentar-se das vossas emoções. As vossas práticas sexuais, desde as mais insípidas às mais depravadas, têm sido um banquete para certas criaturas, porque estão infestadas pelo que foi introduzido por nós. Todavia, fornicar agora, quando esses paradigmas antigos estão a ser removidos, não sabe a nada!

Todos os problemas sexuais começam no coração espiritual. Quando ele se deixa corromper nalgum ponto do caminho, abre espaço para que, mais tarde ou mais cedo, apareça algum problema ligado à área da sexualidade. Ou seja, à área da Criação. Eu sei do que estou a falar, porque essa foi a minha grande área de actuação.

Não há impotência masculina nem frigidez feminina, o que há são desvios que, por vezes, se somatizam. A questão da idade, por exemplo, é uma ilusão. O facto de, nos mais velhos, a reacção fisiológica dos estímulos ser diferente, não quer dizer que não ocorra. Desde que vibrem Energia Matriz, um homem e uma mulher saudáveis podem entregar-se à fusão sexual até ao momento do último suspiro. Se houver amor, saúde física e equilíbrio, pode e deve haver fusão sexual, com ou sem genitais pelo meio.

O Tantra é um belíssimo caminho de aprendizagem, mas é uma chatice se toda a gente tiver de estar duas ou três horas a “fazer amor”. Ainda estamos no tempo em que os homens acham que o tamanho do pénis importa! Porém, quando duas pessoas se dão e se descobrem, tem lá importância o tamamho ou a forma, tem lá importância o tempo ou a técnica! Eu não estou a falar de um novo Kama Sutra; se quiseres chamar-lhe Kama Sutra vibracional eu já aceito. Na verdade, muitas técnicas foram passadas à Humanidade, há muito tempo. Mas a questão, agora é vibracional. Se continuam a optar pela aprendizagem das técnicas, ficam no mecânico!

A maioria dos homens precisa que eu lhes faça uma lavagem ao cérebro; as mulheres, essas, precisam de uma lavagem total porque recebem o esperma do homem, tornado altamente corrosivo pela sua própria mentalidade. É nestas condições que pretendem gerar as crianças de transição da Terra? Ouvem falar de “acto sexual” e só pensam em orgasmos! Tretas! Um simples abraço pode conter mais energia do que mil ardentes beijos cinéfilos! O orgasmo, que não é obrigatório, é o momento em que a Fonte se funde com o par, reafirmando a sua conexão e soprando-o energeticamente. Como já sabem, muitos casais nos próximos anos, deixarão de ter acessoa à actividade sexual para que se interrompa a criação do caos e da porcaria!

Estás a refilar internamente, linda? Estás a pensar, mais uma vez, que a Humanidade não tem culpa? Esqueces, porém, que, para alguém se corromper tem de sintonizar com a energia corruptora. Foi o que aconteceu. Vocês puseram-se a jeito e nós aproveitámos! Agora, porém, temos a noção do sofrimento que tudo isto provocou. Por isso, estamos aqui para vos ajudar.

Diz lá se não acabo de te entregar a verdadeira “maçã”, ó Eva? Só que, simbolicamente, a maçã da Bíblia representava o retrocesso vibracional, a densificação , a manipulação e o auto-esquecimento; esta, porém, representa o reencontro convosco mesmos, enquanto seres humanos inteiros!

Deva: a função dos casais

A vibração que desce até aos vossos corpos, quando se entregam á prática da fusão sexual, nada mais é que o “acorde” da vibração da Energia Matriz, que, como um raio laser, destrói tudo o que não lhe corresponde e se expande para todo o planeta. São estes “acordes” que proporcionam o “Grande Concerto para a Mudança do Planeta” e sustentam vibracionalmente o nascimento das crianças da fase de transição planetária; são estes acordes que “queimam” todas as memórias e os vestígios do passado que ainda vos condicionam. Num portentoso acto de cura, rejuvenesce o corpo físico e eleva a consciência a um nível de acuidade e de discernimento totalmente novo.

E quem não tem parceria? E aqueles cujas parcerias não conseguem chegar a esse grau de apuramento? Bem, se a cada casal corresponde um determinado “acorde”, a cada pessoa sem parceria corresponde uma nota simples. Mas qualquer um se pode dispor a ser canal de frequência vibracional dessa “nota”, purificando-se, alinhando-se com o centro da Terra e entrando em fusão consigo mesmo. Se todos, casais e individuais, forem como a mola, cujos pólos terminais são o Céu e a Terra, todos os chacras e todos os corpos serão alinhados, ficando em sintonia com o potencial máximo.

Neste momento, a função dos casais é fundamental. A todos os níveis. Mas se não puderem ser irradiadores desta energia poderosíssima, que chega à Terra e ela própria irradia cada vez com mais intensidade, mais vale não expressarem nada. Fiquem quietos. O éter planetário já está demasiadamente saturado de negatividade. Lembrem-se do “efeito de eco”: todos receberão de volta o que emanam, cada vez mais rapidamente, para poderem aperceber-se até que ponto o seu comportamento discorda do Estatuto de Mudança Planetária.

Áqueles que pretendem vir a ter filhos devo dizer o seguinte: percebam que a vossa tranformação é essencial. Para além de vos proporcionar as condições de sustentação vibracional necessárias para o nascimento de uma criança com um novo modelo genético, permite que, durante a gestação, não ocorra a passagem, por via hereditária, de “programas” condicionadores. Já que todos receberam, através dos pais, potenciais de crescimento positivo e esses “programas” condicionadores, aceitem o processo de “limpeza” como uma benção, para que as crianças não transportem determinados materiais genéticos adulterados.

O planeta precisa de todos. Mas a mudança vibracional só ocorrerá através da disponibilidade e da capacidade de aceitarem, quer a vossa “sombra” quer a vossa “luz”; depois disso, a “sombra” será reciclada, para que a “luz” irradiada seja cada vez mais esplendorosa. Têm toda a ajuda necessária para fazerem esse trabalho, uma vez que nós estamos sempre aqui. Sempre. A Humanidade já tem demasiado tempo de ilusão e incumprimento de si própria. Chegou o tempo da verdade, da aceitação e da mudança.”

2 Comments:

At 9:15 PM, Anonymous Anonymous said...

This will astonish you!
Please see before you judge!

ZEITGEIST: ADDENDUM

http://www.zeitgeistmovie.com/

Money as debt

http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

project camelot magnetic motor

http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

Importante please pass forward

 
At 9:29 AM, Blogger Aninhas said...

been there
done that :-)

if you look to the past of this blog you'll see when I watched the 1st zeitgeist!

 

Post a Comment

<< Home