Saturday, November 06, 2010

Esperança Renovada

Nesta graça e abandono
Com que me acenam as asas
Dou-me todo em ternura
Respiro todo saudade,
Bebo água das fontes
Que não secaram em mim,
Beijo árvores e montes
Que o meu desprezo negava,
Abraço céus de alegria
Passo a passo convidando
P'lo caminho reencontrado
E planto vides novas
Duma esperança renovada
Enraizada de novo!

Adelino da Costa Gonçalves

0 Comments:

Post a Comment

<< Home