Saturday, June 04, 2011

A relação da Terra com as diferentes realidades estelares - Intodução

Textos apresentados e discutidos na palestra realizada no Porto (17 de Abril de 2011) e em Lisboa (2 de Maio 2011) por Esmeralda Rios e Vitorino de Sousa.

www.velatropa.com

Introdução

O Conselho Estelar, cuja função é acompanhar a evolução deste planeta e de tudo o que a ele está ligado, convocou-me para vos contar a minha história. Uns acharão que se trata de ficção científica barata, outros acharão que a narrativa é bastante esclarecedora, outros saberão que “tinham razão”. Mas, para que se entenda bem o que pretendo dizer, é preciso começar por dizer algo sobre os universos, sobre a mónada e sobre as almas.

Sobre os universos direi que há vários, embora nem todos estejam suficientemente densificados para terem expressão física. Estão sempre num movimento de expansão/contracção, como se fosse um grande bailado cósmico.

Sobre as mónadas direi que elas podem sustentar entre alguns milhares de almas ou apenas umas dezenas, conforme as funções que a Fonte lhes atribuiu. A ligação entre alma e mónada é constante e ocorre ao nível da sexta dimensão da Terra.

Sobre as almas direi que elas podem ter expressão em várias realidades existenciais e em diferentes patamares vibracionais. Ou seja, uma alma tem uma enorme capacidade para se expandir e exprimir-se em diferentes realidades. Não pensem que a alma se limita a ser aquela energia que costuma aparecer para falar com os guias, nas sessões espíritas.

Quanto a mim, direi que a minha mónada foi emitida pela Fonte há muito tempo atrás, visando uma grande viagem de descoberta e aprendizagem ao longo do universo. Enquanto alma de intenção pura e vibração cristalina, mantive-me durante muito tempo emerso no contexto vibracional de Vénus, pois precisava de aprender sobre a energia do Amor, tal como ela é desenvolvida naquela estação. Bom, vocês interrogam-se como é que eu posso ter estado em Vénus, se esse planeta não é habitado. Meus queridos amigos, eis o vosso primeiro ensinamento de hoje: como as almas, por si sós, não têm expressão material, não precisam da realidade física dos planetas para se manifestarem. Os registos da humanidade guardam muitos conhecimentos do contacto com antigos povos e civilizações – nem todos totalmente verdadeiros -, mas é em Vénus que se pode fazer a aprendizagem do Amor que, depois, será expressado na Terra. Quando fiquei preparado, e isso foi há muito pouco tempo, entrei na quinta dimensão e fiquei regido pela energia de um povo que sustenta na Terra a vibração do Amor, há muito, muito tempo: as fadas venusianas!

(Este é o ponto que alguns considerarão como ficção científica barata ou até como charlatanice. Não é técnico, não é científico, nem é racional. Não tem qualquer menção a naves extraterrestres nem nenhuma referencia a estações orbitais. Mas é verdadeiro. Cada um, no momento certo, ficará a saber que assim é.)

Uma vez entregue às Fadas do Amor – essas grandes sacerdotisas, detentoras da chama sagrada da Deusa e senhoras de todo o poder criativo no planeta – tenho permanecido num lugar seguro e muito confortável, como um grande útero, à espera que os meus pais estejam prontos e facilitem a minha encarnação. Apesar de as inquietações da dimensão física da Terra não me tocarem, continuo a ser preparado para que, quando encarnar, não volte a verificar-se um grande choque vibracional que me force a voltar para trás, mais uma vez. Das três vezes em que o processo teve de ser interrompido, tive de voltar para Vénus, a fim de continuar a ganhar a sabedoria necessária para encarnar.

Como eu, muitos outros estão aqui em Vénus, nesta situação, aguardando. Este é um lugar puro e intocado, onde se concentram todas as almas que vão encarnar, já sob a forma de energia de criança. Ninguém consegue aceder a este lugar sem a autorização de muitas entidades. Digamos que, para entrar no lugar mais sagrado para a Terra, há que passar por muitos guardiães. Eu faço parte da nova geração de crianças que, em breve, chegará ao planeta. Alguns já nasceram, é certo. Mas, dada a enorme dificuldade com que se debateram, gostaria de vos pedir o seguinte: que as intenções puras dos vossos corações congreguem a energia necessária para que se faça a mudança mental e emocional da negatividade e da ignorância plasmada na Terra, para que ninguém nos veja nem como uma ameaça nem como heróis salvadores. Não somos nem uma coisa nem outra, somos Amor puro em manifestação… Muito obrigada."

0 Comments:

Post a Comment

<< Home